Por Que Estudar na Wizard

CONHEÇA A WIZPEN

CONHEÇA A WIZPEN

wiz-pen
Aprender a escrita e compreender o inglês ou outro idioma são grandes passos a serem dados, mas para ser fluente é preciso saber a pronúncia correta das palavras. Mesmo com as aulas semanais, podem surgir dúvidas sobre a maneira correta de falar ao estudar em casa. Na Wizard, o aluno consegue sanar suas dúvidas de pronúncia sem precisar recorrer ao professor apenas na sala de aula. Isso porque, o livro possui tecnologia onde com auxílio da Wizpen as palavras, frases, expressões, músicas e até mesmo a página inteira são reproduzidas em áudio. É possível escutar o conteúdo do livro em qualquer lugar, uma vez que a ferramenta é portátil. Outra vantagem é que dispensa o uso de CD ou MP3 player e de computador. Com a Wizpen, o aluno adquire fluência mais rapidamente e ainda se diverte!

COMO FUNCIONA

A caneta Wizpen vem com um cabo de conexão USB, que pode ser utilizado para carregar o dispositivo e atualizá-lo assim que um livro for concluído. Dessa forma, a Wizpen não requer pilhas ou baterias, e o aluno não precisa comprá-la novamente ao iniciar uma nova etapa. Para utilizar a Wizpen, é só passá-la em cima da palavra, a qual será reproduzida pela pequena caixa de som que fica na caneta. É possível, também, conectá-la ao fone de ouvido. Se houver dúvida no capítulo todo, basta tocar a caneta no título da lição para a Wizpen reproduzir o áudio de todas as palavras
PORTAL-ONLINE

PORTAL ON-LINE

Num mundo movido pelas tendências e novas tecnologias, o aprendizado de novas línguas precisa acompanhar tais caminhos digitais. Pensando nisso, a Wizard desenvolveu um portal que é a extensão das suas salas de aulas. A aprendizagem é potencializada por meio de exercícios diferenciados. Com material em áudio, vídeo, lição escrita e plantão de dúvidas, o site é uma ferramenta para o ensino do Inglês de forma espontânea, diferente e lúdica.
Wespeak é uma rede social para estudos e prática do Inglês. Sempre com professores nativos on-line.

portal-online-wespeak

WIZARD PLAY

Alunos de inglês da Wizard agora podem treinar o inglês em qualquer lugar. Basta instalar este aplicativo em seu celular e fazer os exercícios correspondentes as lições que você está dando em sala de Aula.
Mais de 1600 questões de acordo com seu nível para você aprender ainda mais rápido e de uma forma ainda mais divertida. Conte também com jogos para treinar ainda mais o seu inglês enquanto se diverte.
- Wizard Memory é uma divertida volta ao mundo, conhecendo as grandes maravilhas de três países. Tudo isso enquanto você aprimora o seu inglês. São 200 palavras ilustradas para você aprender durante um jogo da memória.
- Wizard Run é uma corrida alucinada onde só o seu inglês pode te salvar. Fique longe de sua concorrência traduzindo corretamente as 200 palavras através de toda a sua agilidade e raciocínio.

portal-online-pw
NAÇÃO BILINGUE
O QUE É TOEIC

O QUE É TOEIC

Certificado Wizard
O TOEIC® (Test of English for International Communication) é um exame para comunicação internacional, que mede a proficiência em inglês de um estrangeiro em situações cotidianas, e principalmente em situações voltadas ao mercado de trabalho. É desenvolvido a partir de exemplos do inglês falado e escrito, coletado em países diversos. Foi criado pela ETS (Educational Testing Service), que é a maior instituição educacional do mundo voltada para pesquisa, avaliação e desenvolvimento de testes de inglês para falantes de outras línguas, responsável também pelo teste TOEFL.

O TOEIC é o teste de maior reconhecimento mundial utilizado anualmente por mais de 4,5 milhões de pessoas em todo o mundo. Pessoas que buscam ingressar em universidades no exterior, pessoas que buscam crescimento profissional globalmente, já que uma boa pontuação no teste tem feito com que milhares de corporações, instituições educativas e governos no mundo inteiro, promovam e empreguem os candidatos mais qualificados. Sua validade é de dois anos e cada empresa, órgão ou universidade exige uma pontuação mínima para os candidatos.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS?

São várias as vantagens para o candidato. Entre elas podemos citar:
  • Baixo custo (quando comparados com outros exames de proficiência);
  • Avaliação clara e objetiva da proficiência em língua inglesa;
  • Reconhecido mundialmente;
  • Avalia o progresso do aluno com relação ao aprendizado da língua inglesa;
  • É possível preparar-se com antecedência para a prova;
  • Com uma boa pontuação o candidato pode buscar novas oportunidades de trabalho;
  • Não exige conhecimento especializado de vocabulário;
  • O candidato recebe um relatório de avaliação quantitativa;
  • Avalia o desempenho de funcionários e candidatos de uma empresa;
  • É um exame rápido.

QUEM EXIGE O TOEIC?

  • Empresas em Geral:
  • Universidades – são mais de 6000 em todo o mundo;
  • Escolas de Idiomas para avaliação de professores e nivelamento de alunos;

QUEM ESTÁ APTO A FAZER?

Recomenda-se que apenas candidatos que tenham ou estejam em um nível intermediário ou acima façam este teste.

COMO É O TOEIC?

O teste dura em média 2,5 horas. Compreende 200 questões de múltipla escolha. E são duas seções a serem feitas: Listening e Reading. Ou seja, o teste avalia as habilidades de compreensão auditiva, vocabulário, gramática e compreensão de textos. Em detalhes cada seção é assim subdividida:

Seção 01 – Listening (Compreensão Auditiva)
  • Parte 01 – Photographs (20 Itens)
  • Parte 02 – Question-Response (30 Itens)
  • Parte 03 – Short Conversations (30 Itens)
  • Parte 04 – Short Talks (20 Itens)

Seção 02 – Reading (Leitura)
  • Parte 05 – Incomplete Sentences (40 Itens)
  • Parte 06 – Error Recognition (20 Itens)
  • Parte 07 – Reading Comprehension (40 Itens)

COMO É A PONTUAÇÃO DO TOEIC?

  • Section 01 – Listening Comprehension: a “nota” vai de 5 a 495 pontos.
  • Section 02 – Reading Comprehension: a “nota” vai de 5 a 495 pontos.
GUIA DE INTERCÂMBIO

COMO FAZER UM INTERCÂMBIO

Fazer um intercâmbio é um passo importante na vida de um estudante. Mais do que uma simples viagem para conhecer outro país, o intercâmbio promove a agregação de novas culturas e instiga o estudante a ver o mundo com outros olhos. É preciso saber qual programa se adapta melhor a você, ao seu estilo de vida e às suas pretensões profissionais. Se você tem entre 15 e 18 anos, pode fazer um período do ensino médio no exterior, que é chamado em alguns países de high school.

Para jovens de 18 a 26 anos, há opções de graduação ou, para quem já é formado, pós-graduação, mestrado ou doutorado. Quem não tem diploma ou não deseja seguir carreira acadêmica, pode fazer um curso de idiomas no exterior, e voltar para o Brasil com um diploma de proficiência em outra língua (o que garantirá uma estrela em seu currículo). Ainda, para quem passou dos 26, está no mercado de trabalho e tem vontade de fazer um intercâmbio, uma boa opção é um curso de curto prazo próprio para executivos, do tipo MBA. Além disso, há vagas para trainees ou estagiários em grandes empresas lá fora, onde o profissional pode exercitar outro idioma e voltar para o trabalho ainda mais capacitado.

PESQUISAR AS OPÇÕES DE INTERCÂMBIO

Em todos esses casos, é preciso estudar com calma as opções. E, claro, pesquisar sobre os destinos (país, estado e cidade para onde pretende ir), a instituição de ensino e o curso pretendido. Tudo isso para que o estudante não seja surpreendido com informações desconhecidas quando já estiver lá. Se o custo da viagem é algo primordial para o embarque, alguns países como Espanha e Canadá possuem opções mais baratas de intercâmbio. No outro lado da moeda estão Austrália e Estados Unidos da América, com os pacotes mais caros do mercado.

TIPOS DE MORADIA PARA O INTERCÂMBIO

Decididas a cidade e a instituição, é hora de escolher o tipo de moradia. Em pacotes fechados de empresas particulares, você encontra a opção de morar com uma família no outro país. Essa é a alternativa mais barata, que o ajudará a praticar o idioma e conhecer melhor a cultura. Porém, o estudante terá de respeitar os costumes e horários da “nova” família, o que restringirá um pouco a sua liberdade. Os alojamentos são moradias divididas por vários estudantes de vários países e cursos diferentes. São, muitas vezes, fornecidos pelas próprias universidades onde os estudantes estão fazendo intercâmbio e, por isso, ficam próximos a elas (para que o aluno não tenha de gastar com transporte). Para os high schools, há a alternativa de estudar em colégios internatos (existentes em países como EUA, Inglaterra e Suíça). Eles são mais seguros e mais rígidos com os horários e os estudos para os jovens estudantes.

TRABALHAR DURANTE O INTERCÂMBIO

Em alguns países, existem programas que incentivam os jovens intercambistas a trabalharem em serviços leves no período em que não estão estudando. Na maioria das vezes, eles são empregados como babás, garçons ou vendedores em lojas de shoppings. Assim, o estudante consegue um dinheiro extra que pode ajudar nas despesas e na hora do lazer. Ao traçar os rumos de seu intercâmbio, o estudante deve lembrar que irá deixar para trás, por um bom tempo, família, amigos, namorada (o) e seus hábitos. A partir de então, estará em contato com uma nova cultura, a qual deve respeitar e aceitar, por ser ele o estrangeiro, e não o contrário. Assim, o jovem aproveitará melhor essa experiência incrível que viverá, de onde voltará mais maduro e responsável.

PREPARATIVOS ANTES DA VIAGEM DE INTERCÂMBIO

  • Providencie seu passaporte com a máxima antecedência possível. A burocracia pode tornar o processo mais lento do que parece.
  • Se você já tem passaporte, verifique o prazo de validade, para não correr o risco de que ele expire durante sua viagem. Alguns países só concedem vistos se a validade do passaporte se estender por, pelo menos, seis meses depois da viagem.
  • Verifique se os países que você vai visitar exigem vistos. Providencie a documentação para consegui-los com antecedência. Alguns países só têm representações diplomáticas em Brasília, o que significa mais tempo de espera.
  • Previna-se sempre fazendo uma assistência médica internacional, pois os médicos e hospitais são caríssimos e você poderá estar desprevenido numa emergência.
  • Uma boa viagem começa muito antes do embarque. Leia tudo o que puder sobre os lugares que vai visitar. Compre livros e guias. Informe-se sobre costumes e hábitos.
  • Entre em contato com seu Banco ou Administradora de Cartão de crédito para obter uma listagem com os locais dos caixas eletrônicos fora do país.
  • Deixe uma cópia de seu itinerário pessoal com todos os números de telefones na sua casa ou escritório.
  • Tire um xerox de sua passagem aérea e passaporte. No caso de extravio de um deles, fica muito mais fácil solicitar uma segunda via.


A MELHOR MANEIRA DE LEVAR DINHEIRO PARA A VIAGEM

  • Levar o dinheiro em cheques de viagem é mais seguro, porque em caso de furto você pode cancelá-los. Os cheques de viagem são tão confiáveis que alguns bancos e casas de câmbio no exterior pagam por eles taxas de câmbio ligeiramente maiores até do que as que oferecem por papel-moeda.
  • Leve algum dinheiro trocado na moeda do país que visitará para eventuais despesas antes de trocar seus dólares no lugar de desembarque.
  • Nunca transporte todo o dinheiro num lugar só. Leve a maior parte consigo num money port, que é como chamam aquelas bolsinhas que se levam debaixo da roupa.
  • Leve um ou mais cartões de crédito internacional. Eles são bem aceitos em quase todos os lugares do mundo. Tenha o número dos cartões e o telefone da empresa emissora anotados para comunicar-se em caso de extravio.
  • Se você for para a Europa, use cartão de crédito tanto quanto possível, para reduzir os problemas de câmbio. Troque o dinheiro em caixas eletrônicos ou bancos. Como economizar no intercambio.
  • Procure cartões ou passes especiais oferecidos por muitos países e cidades dando descontos para transportes e acomodações. Use transporte público sempre que possível.
  • Se você tem espírito aventureiro, não esqueça sua Carteira de Albergue da Juventude.
  • Visite os escritórios de turismo das cidades para saber das últimas informações sobre eventos, descontos e hotéis.
  • Faça as refeições em estabelecimentos locais, coma e beba com o povo do país.
  • .
  • Solicite as taxas de devolução de valor agregado (VAT): imposto sobre vendas cobrado na maioria dos países. Turistas estrangeiros podem ser reembolsados. Informe-se na loja onde estiver fazendo suas compras.
  • Vá além das grandes cidades, no interior os preços são menores.
  • Peça descontos nos hotéis, muitos deles podem discutir seus preços.
  • Os jovens podem ter vantagens e descontos especiais na maioria dos países, leve com você a Carteira Internacional de Estudante.
  • Quando fizer ligações para o Brasil utilize o cartão de telefonia. Será muito mais prático e barato.
  • É possível receber correspondência na Posta Restante em qualquer uma das cidades europeias e americanas na agência central do correio.
  • A Internet é a maneira mais barata de se comunicar com quem ficou no Brasil. Na maioria dos estabelecimentos comerciais europeus e americanos, é possível enviar e-mails.


BAGAGEM

  • Não exagere na bagagem. Pouca bagagem é mais leve e mais fácil de controlar.
  • Leve o mínimo de roupa possível. Há serviços de lavanderia por toda parte.
  • O ideal é dividir sua bagagem em uma mala para despachar (com rodinhas é melhor) e uma maleta de mão.
  • Além disso, tenha necessaires para medicamentos e para artigos higiênicos.
  • No nécessaire de medicamentos, leve produtos para primeiros socorros, analgésicos, antiácidos, anti-inflamatório, medicamentos contra enjoo e para desarranjos intestinais, colírio e seu antigripal preferido. É complicado comprar remédio no exterior sem receita médica. Transporte os medicamentos em suas embalagens originais.
  • No nécessaire de higiene, leve produtos pequenos e descartáveis. Assim você poderá livrar-se deles antes de voltar e ter mais espaço para trazer souvenirs.
  • Na maleta de mão, leve os nécessaires e uma muda de roupa, para que você não fica na mão caso em uma emergência.
  • Se você usa óculos, leve um par de reserva acompanhado da receita.
  • Não esqueça do adaptador caso leve algum eletrodoméstico. Na Europa, praticamente todos os países são servidos por uma corrente elétrica de 220V e 50herz. Nos Estados Unidos, a corrente elétrica pode variar de 110 a 220V.
  • Identifique a mala do seu jeito. Pode exagerar. É a melhor maneira de sua mala não ser confundida com outra parecida nas esteiras dos aeroportos. Não deixe de colocar seu nome, telefone e endereço completo.
  • Caso sua bagagem seja extraviada, você deve fazer um boletim de ocorrência junto à companhia aérea na hora em que você chegar. A responsabilidade da mala após o check-in é inteiramente da companhia aérea.


NO AEROPORTO

  • Chegue no aeroporto duas a três horas antes do horário de partida.
  • Se você tem máquinas fotográficas, computadores, filmadoras ou qualquer outro eletrônico de valor, vá até o guichê da Polícia Federal brasileira (nos aeroportos internacionais) e registre esses equipamentos. Você receberá um documento, sem o qual, na volta, terá de pagar impostos sobre esses aparelhos, como se você os tivesse comprado lá fora.
  • Ao passar para a sala de embarque, seus pertences serão submetidos ao aparelho de raio X. Não se preocupe, porque esse equipamento não danifica os filmes fotográficos que estiverem na maleta de mão.


  • AO DESEMBARCAR

    • Procure trocar algum dinheiro no aeroporto. Troque uma pequena quantia para as primeiras despesas. Depois, na cidade, procure as melhores taxas de câmbio com calma.
    • Se você tem traslado incluído, não saia do aeroporto. Caso não localize a pessoa que deveria estar lhe aguardando, entre em contato com o telefone de emergências que lhe será informado antes do seu embarque.
    • Tenha sempre com você, anotados, os endereços e telefones da escola e da família. Para aproveitar ao máximo o intercambio.
    • Lembre-se de que conhecer um lugar não é apenas comprar e tirar fotografias, mas comer sua comida, ver sua televisão, observar os hábitos do povo e fazer o que eles fazem para se divertir. Mergulhe no destino de corpo e alma para não se arrepender, depois, de ter perdido o melhor da festa.
    • Os porteiros dos hotéis lhe serão de grande ajuda, eles poderão lhe informar onde encontrar praticamente qualquer coisa, fazer recomendações e reservas, fazer chamadas telefônicas na língua do país, aconselhar sobre gorjetas e outros assuntos.